Ninfoplastia: a solução para um problema de saúde íntima

Ninfoplastia

Tempo de leitura: 

3 minutos

As mulheres sofrem diariamente com as pressões dos padrões estéticos que são impostos a elas. E isso vai muito além do cabelo liso ou de um corpo magro, afeta também o psicológico e a vida íntima feminina. O aumento da procura pela cirurgia íntima nos últimos anos mostra o descontentamento com o corpo, mas também uma evolução. Afinal, a ninfoplastia era tratada como um problema apenas estético, mas vai muito além: é um problema de saúde íntima feminina.

A ninfoplastia, também conhecida como labioplastia ou cirurgia íntima feminina, é realizada para reduzir os pequenos lábios vaginais, diminuindo o desconforto na hora de manter relações sexuais, melhorando a estética e facilitando a higienização da região, evitando o acúmulo de secreções e urina, que podem levar a infecções.

Quando a ninfoplastia é indicada?

A ninfoplastia é indicada para mulheres que possuem excesso de pele ou pequenos lábios grossos e desiguais. Porém, ela é realmente necessária quando causa desconforto para elas.

Muitas mulheres chegam ao consultório com vergonha do assunto, o que já é um primeiro indício de que isso afeta a sua vida pessoal. Psicologicamente, os pequenos lábios aparentes ou desiguais geram problemas de autoestima, a ponto de modificar a relação com seus parceiros. Fisicamente, podem causar a dispareunia, que é a dor ou desconforto causado pela dobra dos pequenos lábios durante a penetração, e a dificuldade na hora de higienizar a área da vulva e até de usar biquíni, devido ao excesso de pele.

O excesso de pele pode derivar de herança genética, ocorrer em decorrência do uso de anabolizante ou de alterações hormonais ocorridas durante a adolescência, um dos motivos de a ninfoplastia só poder ser realizada em pacientes maiores de 18 anos.

O procedimento e a recuperação da ninfoplastia

Para a realização da ninfoplastia, os profissionais indicados são Cirurgiões Plásticos e Ginecologistas. Lembre-se de checar as informações do médico escolhido no Conselho Federal de Medicina (CFM) e buscar referências com outras pacientes.

O procedimento é praticamente livre de riscos e complicações e dura, em média, 1h. Nesse tempo, o cirurgião retira o excesso de pele e reconstrói as estruturas. A anestesia pode ser local, raqui ou peridural com sedação simples, e é possível que a paciente saia do hospital no mesmo dia da realização do procedimento.

Quem decide a quantidade de pele a ser retirada é o profissional que irá realizar o procedimento. Mas, geralmente, é removido o excesso de pele que fica para fora dos grandes lábios quando a mulher está em uma posição confortável.

Existem três possibilidades de intervenção cirúrgica quando falamos de cirurgias íntimas. Confira quais são elas.

Redução dos pequenos lábios

Os pequenos lábios têm como função proteger o canal vaginal, evitando infecções e auxiliando na lubrificação. Mas, quando o seu tamanho ultrapassa os grandes lábios, podem gerar desconforto estético, funcional e, em muitos casos, psicológicos. A redução dos pequenos lábios é uma das cirurgias íntimas mais procuradas, pois afeta diretamente a vida da mulher.

Redução do monte de vênus

O monte de vênus pode causar desconforto nas mulheres, pois fica muito aparente quando se usa roupas mais justas. A sua redução é feita por meio da remoção do excesso de gordura, com o procedimento de lipoaspiração.

Redução dos grandes lábios

Assim como a redução dos pequenos lábios é realizada quando há incômodo estético e funcional, a redução dos grandes lábios ocorre quando eles são muito volumosos, flácidos ou assimétricos.

Como a sutura é feita com fios que são absorvidos pelo nosso corpo, o pós-operatório da ninfoplastia costuma ser muito tranquilo. Após a realização do procedimento, é indicado repouso de até três dias, para quem não trabalha fazendo esforço físico, e, após 45 dias, as relações sexuais já estão liberadas.

Inicialmente, é possível que a paciente tenha redução da sensibilidade nos pequenos lábios, mas, após a cicatrização total do local da sutura, ela é recuperada. O resultado final, tanto estético quanto funcional, é visível após seis meses da realização da ninfoplastia. Mas por volta de dois meses após o procedimento, você já consegue visualizar cerca de 80% do resultado.

Luiza Cirolini - Doctoralia.com.br